21 de abr de 2013

Teste-Poema

Monto agora um poema
com um algoritmo um tanto
estranho! É um esquema:
em cada verso que canto,
ao fim de cada lema,
procuro, de um certo espanto,
com "anto" ou "ema" o tema
(deste poema o emblema)
delinear; e me encanto
que pra resolver o problema
bastou um macete santo:
criei uma lista suprema,
com "quanto", "manto", "acalanto",
"efizema", "ipanema", "itapema",
e pensando esforcei-me enquanto
resolvia o maldito dilema
(até que difícil, no entanto)
de montar este teste-poema.


--
Queria provar pra mim mesmo que não era tão difícil montar um poema com rimas de "anto". Enquanto ouvindo Chico Buarque, comecei a perceber que ele sempre rimas as mesmas coisas com "anto"... tanto que resolvi testar-me um pouco e fazer o mesmo. Os "ema" foram só pra rimar com o "poema"... e no fim foi mais fácil achar rimas pra "ema" do que pra "anto".

Lol... tomara que isso agrade n_n

R$

Nenhum comentário:

Postar um comentário